Universidade no exterior: dicas para antes da inscrição e depois da aprovação

Estudar em uma universidade no exterior, embora seja o sonho de muitos alunos, pode gerar dúvidas desde a escolha, até o momento da viagem.

Pensando nisso, segue um texto respondendo 3 perguntas que surgem na mente dos estudantes durante este processo.

Qual é o período certo para entrar em uma universidade no exterior?

Embora não exista um momento certo para ingressar em uma universidade no exterior, a regra é: quanto mais cedo melhor.

Para quem deseja fazer a graduação completa em outro país, o processo pode começar no primeiro ano do ensino médio.

A razão disso é que além das notas em testes como SAT, ACT, e TOEFL, as instituições consideram o currículo completo dos alunos, as atividades extracurriculares e o que ele faz quando não está na escola.

Contudo, muitos estudantes só decidem fazer um intercâmbio universitário quando já estão no ensino superior, neste caso também é importante investir em atividades de extensão e se esforçar para ter notas altas.

Também não há nenhum problema em terminar o ensino médio e fazer a aplicação depois de alguns anos. No entanto, é provável que a universidade queira saber o que você fez durante este período.

Outro ponto importante é que a segunda graduação não é algo muito comum no exterior e muitas universidades não costumam aceitar esse tipo de estudante, principalmente para bolsas de estudo.

Neste caso, o mais indicado é tentar um programa de pós-graduação.

Para a pós-graduação o processo seletivo muda conforme o tipo: lato sensu ou stricto sensu.

Lato sensu é voltado para o ensino prático e as exigências do mercado de trabalho. Os programas para esta área são MBA e especializações. Por isso, o currículo profissional do aluno é um critério importante no processo seletivo.

Já o stricto sensu são os mestrados e PhDs. Como estes programas são voltados para a produção científica, o currículo acadêmico, artigos publicados e descobertas científicas, fazem o aluno se destacar.

Assim, mesmo para pós-graduação, faz diferença decidir com antecedência em qual universidade no exterior estudar.

Desta maneira, você já conhece as exigências da instituição e pode se preparar com calma.

Mas como escolher uma universidade no exterior?

Veja dicas para tomar a melhor decisão:

Trace um plano

Conforme o tópico anterior, o intercâmbio universitário pode acontecer em qualquer período, contudo, quanto antes, melhor.

Afinal é uma chance de aprimorar o seu currículo, realizar mais atividades extracurriculares, programar as despesas e fazer o processo seletivo com tranquilidade.

Também é o momento para decidir que tipo de programa você quer fazer: graduação ou pós-graduação.

Defina os critérios

Para decidir qual universidade no exterior ingressar certos critérios devem ser considerados, os principais são:

  • Seu desempenho acadêmico: quanto mais prestigiada a instituição maior será a concorrência e o nível de exigência.
  • Considere o idioma: saber falar a língua do país é fundamental para aproveitar bem o intercâmbio.
  • Custo de vida: o orçamento é um ponto crucial para passar um período no exterior, por isso, também é importante verificar se a universidade disponibiliza bolsas de estudos.
  • Interesses pessoais: um dos motivos para estudar em outro país é se divertir, fazer novos amigos, etc. Logo, você deve escolher um lugar que se sinta bem.

Comece a candidatura

Após escolher a universidade no exterior, o ideal é começar a aplicação com pelo menos 6 meses de antecedência, pois, o calendário letivo muitas vezes é diferente do brasileiro.

Também se você já é um estudante universitário, pode procurar o setor responsável pelos programas de mobilidade acadêmica da sua instituição e conferir se eles têm convênio com uma universidade do seu interesse.

Caso tenha escolhido uma universidade nos Estados Unidos tem um texto completo no blog sobre este tema: 5 Passos para decidir a sua melhor universidade nos EUA.

Fui aprovado, e agora? O que fazer?

Você fez todo o processo e finalmente conseguiu o tão sonhado sim!  Veja o que fazer antes do embarque.

1.   Separe uma quantia de dinheiro extra 

Mesmo que você tenha comprado tudo antecipadamente, é sempre bom uma quantia de dinheiro em espécie para eventuais despesas.

Ainda, caso leve um cartão de crédito, não se esqueça de informar a administradora do cartão sobre a sua viagem, assim não corre o risco dele ser bloqueado durante a estadia.

2.   Programe o seu transporte

Se é a sua primeira ida ao país, o melhor é já ter o transporte do aeroporto até a universidade ou acomodação confirmados antes do embarque.

Afinal, você estará cansado da viagem e carregando as malas, então o melhor a fazer é programar com antecedência.

Outra dica é conferir se os horários estão corretos, pois o seu comprovante pode estar com o horário do Brasil e não o horário do destino, então, confirme qual é o fuso horário da cidade que irá se hospedar. 

Também se houver conexões o ideal é que haja pelo menos duas horas de diferença entre o embarque e o desembarque para não acabar perdendo o voo.

3.   Contrate um seguro viagem

Mesmo que não seja uma exigência do destino ou da universidade no exterior, ter um seguro viagem é essencial para a sua estadia.

4.   Faça cópias dos documentos

É importante ter uma cópia online e impressa do passaporte, carta de aceitação, etc. no caso de um imprevisto.

5.   Faça um check-up

Antes do embarque é ideal que você vá ao médico e confirme se está tudo certo com a sua saúde e também verifique se o país não exige alguma vacina.

Caso utilize um medicamento de uso contínuo, mesmo levando remédios que durem toda a estadia, informe ao seu médico e peça uma receita médica aceita no exterior e tenha a validade do seu intercâmbio.

6.   Anote os contatos importantes

Mesmo que você tenha os números no celular, coloque números em uma agenda física por segurança.

Não deixe de incluir os contatos da sua família, da universidade no Brasil (caso seja aluno) e do setor de intercâmbio da universidade no exterior.

7.   Inicie uma conversa antes do embarque

Se você já sabe com quem irá estudar ou morar no país estrangeiro tente contato antes da viagem. Assim você diminui a ansiedade, vai quebrando o gelo e pode até começar uma amizade.

Gostou das dicas? Para mais informações sobre intercâmbio, conheça as redes sociais do Global Hub e conecte-se conosco:

Instagram: @uninterglobalhub

Facebook: @uninterglobalhub

Linkedin: UNINTER – Global Hub

Youtube: UNINTER Global Hub

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no WhatsApp