5 Passos para decidir a sua melhor universidade nos EUA

Como escolher uma Universidade nos EUA?

Quando alguém pensa estudar em uma universidade nos EUA, os primeiros nomes que vem em mente são Harvard, Stanford ou MIT.

No entanto, esse país tem mais de 4.000 instituições de ensino superior, ou seja, as possibilidades são quase ilimitadas.

Por isso, segue um guia completo para você escolher a universidade dos Estados Unidos que mais combina com o seu perfil.

Passo a passo para escolher uma universidade nos EUA

Seguem 5 etapas para você encontrar a melhor universidade nos EUA para você e para a sua carreira.

 

Passo 1: Programe-se desde agora

O processo entre escolher uma universidade nos EUA até iniciar as aulas de fato, leva pelo menos um ano, por isso comece a planejar com a máxima antecedência possível.

Afinal, escolher um curso para fazer no Brasil já é difícil, imagine em outro país: o processo é bem mais complexo.

Por exemplo, se a universidade que você quer estudar exige um nível de proficiência C1 no TOEFL (Test of English as a Foreign Language), talvez você não consiga atingir esse resultado na primeira tentativa ou a universidade escolhida exija um curso ESL (English as a Second Language).

Também muitas universidades dos EUA exigem o SAT (Scholastic Aptitude Test) similar ao ENEM brasileiro, ele funciona da mesma forma: quanto maior a nota mais chances de ser aprovado.

Ou seja, ter tempo de estudar para os testes e atingir a nota desejada é fundamental.

Ainda você precisa arrecadar os recursos para cobrir os gastos, como passagem área, taxas e documentação.

Passo 2: Calcule o orçamento disponível

Antes de pensar para quais universidades você irá fazer as inscrições (applications) o primeiro passo é abrir uma planilha no Excel e colocar quanto dinheiro você pode investir no seu curso nos Estados Unidos.

A partir desta análise você perceberá o que se adequa a sua realidade, por exemplo, universidades em conceituadas como Princeton e Yale as mensalidades são caras comparadas a faculdades menores.

Outro ponto é, mesmo que você deseje morar em grandes cidades como New York ou Los Angeles, isso deve ser reavaliado, pois o custo de vida nestes locais é alto, elevando o orçamento.

Também é importante destacar: todas as instituições de ensino superior (inclusive as públicas) nos EUA são pagas e uma bolsa de estudos integral não é tão fácil de conseguir.

Por isso é primordial fazer um levantamento prévio dos valores disponíveis para adequar a sua expectativa a realidade.

Ao preencher a sua planilha o que você precisa ter em mente é:

  • Quanto dinheiro já tenho disponível para estudar nos EUA?
  • Quanto ainda posso conseguir antes de viajar?
  • A minha família pode me ajudar durante a estadia?

Assim você consegue avaliar se uma bolsa de estudos (financial aid) é um critério crucial para você, por exemplo.

Também o visto F-1 permite que o estudante trabalhe depois do primeiro ano letivo até 20 horas semanais no campus para diminuir o custo da mensalidade ou auxiliar nas despesas, mas você só pode solicitar esse visto após a aprovação na universidade.

Passo 3: Monte a sua College List

A college list é uma relação contendo as universidades nos EUA que você deseja ingressar, esta etapa é mais longa e merece todo a sua dedicação, pois é onde você irá encontrar a instituição de ensino ideal.

O melhor é que esta lista tenha cerca de 10 universidades, pois o processo de admissão exige muito esforço para analisar cada instituição e criar a melhor aplicação (inscrição) possível.

 Além disso, as inscrições podem ser cobradas. Portanto, o recomendável é focar nos locais que você tem mais chance de aprovação.

Mas como escolher as universidades?

Para facilitar sua decisão, trace o caminho abaixo:

Defina o campo de atuação

Ao contrário do Brasil, nos Estados Unidos os alunos do ensino superior não precisam escolher exatamente qual curso desejam fazer na inscrição, você começa com matérias “gerais” e com o decorrer do curso vai se especializando.

No entanto, é importante já ter uma noção do que você deseja para identificar quais universidades tem os melhores programas relacionados aquela área.

Faça uma pesquisa prévia

Hoje em dia com a internet isso ficou bem mais fácil. Supondo que você se interesse pela área de Turismo, basta escrever na barra de pesquisas “best tourism college in US” que já apareceram os nomes das universidades.

Também surgirão rankings das instituições que você pode usar como base na avaliação.

Crie uma lista do que é essencial para você

Das universidades nos EUA que você observou, escolha as que despertaram o seu interesse e as analise atentamente a partir de uma lista com os critérios indispensáveis para você, segue um exemplo de pontos a incluir:

  • Perfil da universidade (liberal, conservadora ou religiosa)
  • Forma de ensino (salas com poucos alunos ou com muitos alunos)
  • Estrutura (laboratórios, bibliotecas, moradias estudantis)
  • Atividades extracurriculares (estágios, grupos de estudo, clubes)
  • Estilo de vida no campus (perfil dos estudantes, professores, se há mais intercambistas)
  • Localização (cidade grande ou cidade pequena)
  • Clima (quente ou frio)
  • Opções de lazer e entretenimento na cidade
  • Bolsas de estudo (parcial ou integral)

Para criar esta lista você deve considerar o seu orçamento disponível, as vantagens que aquela instituição vai acrescentar para a sua carreira e os seus gostos pessoais.

Após fazer toda essa análise a pergunta final é: eu gostaria de estudar e morar neste lugar? Se a resposta for sim, está é uma opção para colocar na sua College List.

Porém, se uma universidade não cumprir todos os requisitos que você estipulou não precisa cortar ela imediatamente.

Por exemplo, se um critério primordial for uma bolsa de estudos integral é algo a ser reavaliado, pois tem instituições que não divulgam as bolsas no site. Então neste caso você entra em contato com a instituição para confirmar.

 

Outro aspecto importante ao definir as universidades nos EUA para a sua lista é como distribuir as opções.

Safety, match e dream schools

 

Para compor uma relação equilibrada você separa as universidades por safety,  match e dream

As safety são as universidades que você tem maiores chances de entrar, a taxa de aceitação maior do que 50% e você preenche todos os requisitos com folga.

Match, ou target são as instituições onde você tem possibilidade de ser aprovado, tem uma taxa de aceitação média de 20% a 50%, mas que algum motivo pode prejudicar a sua inscrição, como a alta concorrência por bolsas de estudos ou a nota no exame de proficiência.

As dream são as universidades de prestígio como Columbia e Princeton em que você pode conseguir uma vaga, mas são altamente exigentes e contam com uma taxa de aceitação menor que 20%.

Para definir quais são as safety, match and dream schools você analisa o seu currículo e a sua vida acadêmica com atenção, assim você não corre o risco de distribuir as universidades de forma equivocada.

Pensando em 10 universidades uma divisão equilibrada seria quatro safety, quatro match e duas dream. Isso vai depender do quanto você está disposto a se arriscar no processo seletivo.

Uma forma fácil de localizar as exigências e o nível de aceitação é digitar nos mecanismos de busca “common data set + o nome da universidade” que você terá o acesso ao relatório completo das admissões dos anos anteriores.

Assim você terá dados como:

  • Informações gerais da universidade
  • Perfil dos estudantes
  • Número de inscritos x número de aprovados
  • Os critérios mais relevantes para aprovação
  • Número de bolsas aprovadas

Enfim tudo que você precisa saber antes de aplicar.

Passo 4: Verificar o credenciamento

Uma universidade credenciada significa que ela cumpre um padrão de qualidade de ensino.

Diferente do Brasil, em que o padrão acadêmico é reconhecido pelo MEC (Ministério da Educação), nos Estados Unidos não existe um órgão oficial que defina estes padrões, eles são determinados por órgãos de credenciamento.

Esta diferença pode causar uma dor de cabeça depois, porque caso seu diploma não seja revalidado ou reconhecido, ele não valerá no Brasil.

Se você deseja entender melhor esse processo o MEC tem uma plataforma online exclusiva para este assunto, o Portal Carolina Bori.

Então antes de fazer a aplicação nas universidades verifique o credenciamento.

Passo 5: Decida a forma de aplicação

O Common Application ou Common App é uma plataforma de inscrição online para instituições de ensino em que os alunos inserem o seu currículo acadêmico e informações extracurriculares para aplicar nas universidades disponíveis.

No Common App você escolhe até 20 opções das mais de 900 instituições de ensino superior que são membros da plataforma.

 Embora seja usado por outros países, para quem deseja escolher uma universidade nos EUA é importante se inscrever no portal.

Ele é uma ferramenta prática para fazer as aplicações, já que você preenche os seus dados gerais apenas uma vez e eles ficam salvos para todas as inscrições, então você só acrescenta os requisitos específicos de cada universidade.

O próprio site disponibiliza um guia explicando como preencher e se inscrever nos processos de admissão. São várias abas, muitas informações solicitadas e quanto mais completo for, melhor. Por isso reserve bastante tempo para responder.

Também pelo Common App, você consegue solicitar bolsas de estudos e isenção de taxa de inscrição na aba “Common App Fee Waiver”, onde irão aparecer 8 afirmações, se alguma delas se encaixar com o seu perfil, basta clicar.

Mas vale lembrar que nem todas as universidades nos EUA utilizam o sistema do Common App, como MIT, por exemplo.

Nestes casos você entra em contato direto com a universidade é verifica quais são as regras do processo seletivo.

Outro ponto que vale tanto para aplicações no Common App como para direto nas universidades é que os prazos de inscrição e solicitação de bolsas talvez sejam diferentes para estudantes nativos e estrangeiros. Portanto, fique atento!

 

E agora? Se sente preparado para escolher uma universidade nos EUA?

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no WhatsApp