E-sports: entenda essa tendência do mundo digital

Os jogos eletrônicos são familiares na vida de muita gente. Há décadas, variados games conquistam usuários interessados em momentos de diversão e desenvolvimento de capacidades (como a concentração, por exemplo). E você sabia que a atividade vem evoluindo junto com o mundo digital? É dessa forma que hoje temos os e-sports.

A tendência reúne milhões de adeptos, causando impacto na tecnologia, economia e interações. Até mesmo grandes empresas estão inseridas no espaço, patrocinando e participando de eventos mundiais voltados ao assunto (LG e BMW estão entre elas).

Mas, afinal, o que são os e-sports? Como eles surgiram e se popularizaram? Isso e muito mais você descobre neste artigo. Confira!

O que são e-sports

De forma simples, os e-sports são competições de jogos eletrônicos. Eles funcionam como os esportes tradicionais: jogadores ou equipes se enfrentam em partidas, com direito a títulos e premiação aos vencedores. Os prêmios, inclusive, são em dinheiro.

Os atletas profissionais se chamam pro players e podem fazer parte de times (ou ligas). Os campeonatos, por sua vez, acontecem no mundo inteiro, presencialmente ou por streaming. Normalmente, as mais populares disputas de finais são feitas em arenas e reúnem milhares de espectadores.

A maior diferença dos e-sports é com relação ao tipo de game jogado e recursos utilizados. Nesta modalidade, os protagonistas são jogos virtuais de videogame, computador ou smartphone. O importante é que aconteçam em plataformas digitais e envolvam dois ou mais competidores.

Quais são os tipos de e-sports

Ainda fazendo paralelo com outras práticas esportivas, os e-sports englobam diferentes categorias. Isso significa que muitos jogos se consolidaram na rede de competições, assim como outros vão se popularizando conforme ganham as graças do público.

Em um universo que mobiliza tanto competidores quanto pessoas que gostam de vê-los jogar, é fácil imaginar o que faz com que um game se torne de fato um e-sport. Boa jogabilidade e capacidade de entreter são os principais critérios.

Dentro deste conjunto, os jogos de estratégia, de luta e de corrida são sucessos. Mas não para por aí. Veja mais categorias e games comuns no cenário:

Battle Royale

  • Fortnite
  • Free Fire
  • Call of Duty

Jogos de cartas

  • Artifact
  • Hearthstone

Jogos de tiro em primeira pessoa

  • Doom
  • Warface
  • Counter-Strike
  • Overwatch

Jogos de futebol

  • FIFA
  • Pro Evolution Soccer

Como surgiram os e-sports

A primeira competição de esporte eletrônico, com premiação ao final, aconteceu na década de 70, na Universidade Stanford. O acontecimento envolveu estudantes em uma “Olimpíada Intergalática de Spacewar”. Mais tarde, no início dos anos 80, a Atari desenvolveu o primeiro torneio de grande visibilidade, com cerca de 10 mil participantes.

A partir de 2000, os e-sports começaram a ter um ritmo de crescimento acelerado (acompanhando os avanços da tecnologia). Foi quando as primeiras organizadoras e campeonatos surgiram, deixando a área mais profissional.

Em 2010, mais de 150 torneios de e-sports já existiam. Em 2011, o surgimento do Twitch trouxe ainda mais adeptos. Isso porque o site é especializado na transmissão de jogos online.

Hoje, o mercado de e-sports movimenta milhões de consumidores e de dólares. Esse ano, a competição “The International”, de Dota 2, premiou o time campeão com mais de 18 milhões de dólares. Assim como vimos na introdução, importantes marcas também fazem questão de patrocinar torneios, times e jogadores.

Por que os e-sports se popularizam a cada dia

Quando pensamos na realidade digital em que vivemos, logo conseguimos entender a constante evolução dos e-sports.

Para os jovens, que já nasceram conectados, os esportes eletrônicos causam uma sensação de reconhecimento profunda. Com a pandemia, um novo público-alvo ainda se uniu a eles, já que muita gente buscou e encontrou novas alternativas de entretenimento virtuais.

Além do mais, as plataformas de transmissão geram uma rica interação. Nelas, os espectadores das competições participam de um verdadeiro evento social. A facilidade de troca, de conversar com outras pessoas que tenham interesses em comum, é grande.

Em matéria de jogadores, o ponto alto está na inclusão. Os e-sports têm potencial para atrair pluralidade, abraçando diferenças de gênero, características físicas, entre outras.

Sem dúvidas, podemos ficar de olho no mundo dos e-sports, pois ele só tende a crescer. E você, já pensou em se tornar um cyber atleta?

Se gostou do artigo, siga conectado conosco através das redes sociais do Global Hub:

Instagram: @uninterglobalhub

Facebook: @uninterglobalhub

Linkedin: UNINTER – Global Hub

Youtube: UNINTER Global Hub

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no WhatsApp