Como é a comemoração de Natal em 6 lugares do mundo

Quando pensamos nesta data associamos a panetone, peru, árvores enfeitadas e troca de presentes. Mas nem em toda parte a comemoração de Natal acontece dessa maneira.

Descubra como são as tradições, os costumes e curiosidades natalinas de diferentes povos.

Comemoração de Natal em outros países

Veja como este evento é celebrado em 6 locais do globo.

1.   África do Sul

Neste país a comemoração de Natal acontece somente no dia 25 com um almoço ou jantar em família, eles também fazem a troca de presentes após a refeição.

Os pratos para a ceia são: assados (peru, frango e pato), arroz amarelo e uma sobremesa tradicional chamada Malva Pudim, um bolo com textura parecida com o pudim de leite condensado, porém menos doce.

Um presente tradicional e acessível é o Christmas Cracker, um rolinho colorido em formato de bombom que é preciso torcer para abrir, fazendo um “crack”. A surpresa costuma ser uma lembrancinha ou uma mensagem. 

Embora com menos intensidade, os sul-africanos também decoram as casas com pinheiros e luzes de natal, e também é possível encontrar decorações nas lojas.

Outra curiosidade é que no dia 26 de dezembro também é feriado, o Day of Goodwill. Nesta data as pessoas são estimuladas a praticar a boa vontade fazendo doações ou trabalho voluntário.

2.   Austrália

Na Austrália o Natal é bastante festejado, com decorações, ceias, Papai Noel e troca de presentes. Também acontecem desfiles, shows de fogos e apresentações musicais.

Aliás, as canções de Natal (Christmas Carols) são bem tradicionais, então é fácil encontrar as pessoas nos parques acendendo velas e cantando músicas temáticas.

O Papai Noel, também é uma figura bem lembrada. As crianças deixam meias penduradas na árvore de Natal para ele depositar os presentes. Também é comum deixar leite e biscoitos para o bom velhinho apreciar.

A comemoração acontece no dia 25 de dezembro, com um almoço ou jantar. A maioria das famílias prefere pratos tradicionais, como o peru assado.

Contudo, pelo calor excessivo, muitos australianos escolhem frutos do mar e alimentos mais leves. Ainda, há quem faça churrasco no quintal.

Uma tradição que vem da Inglaterra é o Boxing Day: no dia após o Natal (26) as lojas fazem grandes descontos e promoções, um evento similar a Black Friday.

3.   Bolívia

A comemoração de Natal na Bolívia tem alguns aspectos parecidos com o Brasil: lá eles também encenam a passagem bíblica nas igrejas, montam o presépio e participam da Missa do Galo.

Também há o costume das empresas darem aos funcionários uma cesta de Natal (canastra), com alimentos básicos e produtos natalinos.

A ceia acontece durante a noite, uma das comidas tradicionais é a picana, uma sopa feita com carne, milho, batata, cenoura e outros legumes.  Outra tradição é tomar chocolate quente com buñuelos (bolinhos) na manhã de Natal.

Uma grande diferença é que eles não fazem a troca de presentes durante o Natal e sim no dia da Epifania, que acontece em 6 de janeiro. Esta data representa o dia em que os 3 reis magos ofereceram ouro incenso e mirra a Jesus.

Na Bolívia a cultura indígena está presente durante o Natal, pois também é época de colheita. Por isso, nas regiões rurais os fazendeiros enfeitam os chapéus e o gado com flores e enfeites coloridos agradecendo a Mãe Terra.

4.   Israel

O Natal também é celebrado em Israel e na Palestina, regiões que recebem muitos turistas neste período, para conhecer os locais onde Jesus viveu.

Logo, mesmo que os cristãos sejam minoria, cidades como Jerusalém e Nazaré são decoradas, e também acontecem missas e espetáculos durante esta época.

Um evento famoso é a procissão que sai do Patriarcal da Cidade Velha, em Jerusalém, no dia 24 de dezembro, e vai até a Igreja da Natividade, em Belém.

Na cidade de Haifa acontece o “Festival das Festas” que reúne tradições das três religiões predominantes em Israel: Natal do cristianismo, Chanuká do judaísmo e o Ramadã do islamismo.

Para as famílias cristãs a comemoração de Natal segue o modelo tradicional, com a refeição farta, a árvore enfeitada e a troca de presentes.

 5.   Japão

Embora exista Natal no Japão ele não é considerado um evento religioso.

Neste país o dia 25 não é feriado, mas devido à influência ocidental esta data não passa esquecida, é possível ver o Papai Noel decorando shoppings e lojas.

A iluminação é uma característica muito presente no Natal japonês, elas começam em novembro e podem ser vistas nas atrações turísticas, parques, praças e outros lugares. 

Ao contrário da nossa cultura, a comemoração de Natal no Japão não é um evento familiar (as famílias confraternizam no Ano Novo), mas sim, de uma espécie de Dia dos Namorados fora de época.

Nesta data é comum os casais saírem para jantar, passear pela cidade e trocar presentes.

Outra curiosidade é que o frango frito do KFC é um dos pratos natalinos mais tradicionais no Japão. Isso porque a empresa promoveu o prato como um substituto ao peru e frango assados e a “moda pegou”.

Também o bolo de morango com chantilly mesmo não sendo vendido exclusivamente no Natal, nesta data ganha um tom especial por ser das cores do evento (branco e vermelho).

6.   Rússia

O Natal na Rússia é diferente, a começar pela data, que é no dia 07 de janeiro, seguindo o calendário juliano.

Mas as festividades começam antes do Ano Novo. Por isso as tradições, que para nós são natalinas (como a árvore enfeitada), para eles é uma celebração do Réveillon, o maior feriado para os russos. 

Também, neste país, a figura do Papai Noel é representada por Ded Moroz (vovô gelado) que entrega os presentes junto com a sua neta Snegurochka, na noite de Ano Novo.

Uma das tradições do Natal russo é tentar adivinhar o futuro. Ela vem da cultura eslava, mas permaneceu mesmo com a influência cristã. Os rituais mais comuns são: leitura de tarô, de borra de café ou folhas de chá.

Já a ceia de Natal (no dia 7 de janeiro) é um momento em família ao redor de uma mesa farta ou convidando parentes e amigos para tomar um chá com bolo. Vai depender dos costumes individuais.

Gostou de conhecer as comemorações de Natal em outros lugares do mundo?

Conheça as redes sociais do Global Hub e conecte-se conosco:

Instagram: @uninterglobalhub

Facebook: @uninterglobalhub

Linkedin: UNINTER – Global Hub

Youtube: UNINTER Global Hub

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no WhatsApp