Startups brasileiras: como são estes negócios?

Segundo a Abstartups (Associação Brasileira de Startups) existem 13.794 startups brasileiras.

Este modelo de negócio tem crescido e gerado muitas oportunidades.

Para ficar por dentro, continue a leitura e saiba como são as startups, exemplos de sucesso e como prosperar neste ramo.

 Como surgiram as startups?

As startups surgiram na década de 90 quando o mundo estava na “bolha da internet”. Neste período a rede mundial de computadores estava crescendo e muitas pessoas queriam lucrar com isso.

Foi nessa época que surgiu o Google (ainda chamado de Alphabet Inc.) e a Apple. Posteriormente, apareceram o Microsoft, Yahoo e mais recente, a Meta (Facebook, WhatsApp e Instagram).

Já as startups brasileiras só ganharam destaque a partir dos anos 2000, mas hoje já são uma parte importante da economia do país.

Atualmente, o Brasil já tem 21 unicórnios (startups avaliadas em 1 bilhão de dólares), mas a perspectiva é que chegue a 100 nos próximos 5 anos.

O que caracteriza uma startup?

Veja agora o que identifica um negócio neste formato:

  • Estão no início: o termo startup está relacionado a começar algo novo. Então, são negócios que estão nascendo.  Por exemplo: a 99 começou como uma startup brasileira e hoje já é uma grande empresa.
  • Uso da tecnologia: seguindo a tradição, a maioria das startups estão associadas a produtos tecnológicos como aplicativos e serviços digitais.
  • Crescimento exponencial: são capazes de entregar um produto ou serviço de forma praticamente ilimitada, sem um aumento significativo de custo. Por exemplo: a Netflix vende o mesmo acesso para diversas pessoas.
  • São inovadoras: elas surgem tentando solucionar um problema, ou criando alternativas mais rápidas e eficientes. Por exemplo: o Nubank surgiu como uma startup brasileira para simplificar processos bancários do país.
  • Precisam de aporte: na maioria dos casos o empreendedor tem uma ideia, mas não possui dinheiro para colocá-la em prática, por isso, procura investidores.
  • São um investimento de risco: por serem ideias inovadoras, têm mais risco de dar errado. Uma em cada cinco empresas morre antes mesmo de completar seu primeiro ano de vida.
  • Ambiente flexível: como são novos modelos de negócios, as startups não possuem uma estrutura rígida, tem mudanças constantes e estimulam a autonomia dos funcionários.

As principais startups brasileiras:

O LinkedIn lançou recentemente o Top Startups 2021, um ranking com as startups brasileiras que atraíram grandes investidores e também são as mais desejadas para se trabalhar. Conheça elas:

1.   C6 Bank

A história do C6 Bank teve início em 2018, mas ele só começou a operar em 2019. O objetivo era criar um banco totalmente diferente e transparente para os clientes.

Ele oferece vários serviços: conta corrente nacional e internacional; cartão de crédito; plataforma de investimento; previdência privada; tag de pedágio; máquina de cartão e empréstimos para empresas.

No nome C6 o “C” representa o carbono, fundamental para a vida e o 6 vem dos valores da empresa:

  • Jogar frescobol (ser colaborativo).
  • Respeito, transparência e ética.
  • Exercemos a arte de discordar.
  • “Autorcracia” (cada pessoa cuida de tudo, como se fosse dono).
  • Bom humor.
  • Quebrar o Status quo.

2.   Neon

Também uma fintech, a Neon foi fundada por Pedro Conrade, que ficou muito frustrado com o seu banco após fazer uma compra com o cartão de débito em uma loja cujo produto custava 1 real a mais do que tinha de saldo.

Este 1 real foi retirado do cheque especial e acabou se tornando 46 reais. 

Indignado com essa situação, Pedro Conrade criou a Controly e posteriormente a Neon, cujo principal produto é a conta digital.

3.   Gupy

Fundada por profissionais de tecnologia e recursos humanos, a Gupy é uma startup brasileira que desenvolve softwares para auxiliar na escolha de candidatos a vagas de emprego.

A empresa foi a primeira do país a criar uma inteligência artificial para recrutamento e seleção.

Segundo dados do site, a Gupy está presente em 10 países, 900 empresas e atende grandes marcas como Santander, Vivo e Ambev.

A cultura da empresa é apoiada em 8 princípios:

  • Transparência e integridade.
  • Juntos somos mais fortes.
  • Brilhar os olhos.
  • Ser referência.
  • Senso de urgência.
  • Fazer mais com menos.
  • Gente nervosa e não nervosinha.
  • Garra para dar certo.

4.   Kestraa

A Kestraa nasceu para simplificar o processo de importação e exportação do comércio exterior.

Para isso, eles unem todas as informações relacionadas a compras estrangeiras dentro da mesma plataforma. Assim, os clientes, empresas do ramo de comércio exterior, têm acesso a todas as informações em um só lugar.

Fundada em 2017 por Isabel Nasser e Marcelo Matos, ambos profissionais do setor, defende que é possível aumentar a produtividade, eficiência e segurança no gerenciamento das operações de comércio exterior.

5.   Mandaê

A Mandaê é uma startup brasileira do setor de logística que busca auxiliar os pequenos e médios empreendedores online no envio dos seus produtos.

Na prática funciona assim, o negócio faz a venda online, os profissionais da Mandaê vão até à empresa e cuidam do transporte do item até o consumidor final.

A empresa, que começou em 2014 com 8 colaboradores, cresceu 120% em 2020. Em 2021, a empresa foi adquirida pela Nuvemshop, uma plataforma de e-commerce.

6.   Loft

Fundada em 2018, a Loft é uma plataforma digital que busca simplificar o processo de compra, venda, troca e reforma de apartamentos residenciais.

No Brasil o tempo médio para vender um imóvel é 18 meses, utilizando a plataforma este período diminui para 4 meses.

Isso porque, além de contar com uma alta tecnologia, a Loft anuncia os imóveis para mais de 1 milhão de pessoas, mais de 330 imobiliárias e 10 mil corretores parceiros.

Atualmente a empresa está em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Paramos por aqui, mas você para ver a lista completa, acesse: https://www.linkedin.com/pulse/linkedin-top-startups-2021-10-empresas-em-alta-brasil-/?originalSubdomain=pt

Como criar uma startup de sucesso?

Se sentiu inspirado pelas histórias das startups brasileiras? 

Saiba que para prosperar, e não ficar entre as 75% que não sobrevivem a uma década, contar com investidores experientes é essencial.

Afinal, eles irão te ajudar na tomada de decisões e serão importantes aliados nesta jornada.

Mas como encontrar estas pessoas?

Descubra no próximo Talking Business da UNINTER que acontecerá dia 9 de dezembro às 15 horas. O evento é online e gratuito. Para participar basta fazer a inscrição através deste link: https://globalhub.uninter.com/talking-business-startups-na-america-latina/

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no WhatsApp